sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), foi criado em 1948 e seguiu os mesmos moldes do Museum Of Modern Art de Nova York (1929). Um marco na arquitetura brasileira, projetado pelo arquiteto Affonso Eduardo Reidy e do projeto paisagístico de Roberto Burle Marx. Um espaço que conta com cinemateca, biblioteca, restaurante, café, livraria e área para Shows.



O MAM Carioca, sedia grandes exposições nacionais e internacionais, com um acervo de onze mil obras, reúne esculturas e pinturas de artistas grandes pintores do modenismo: Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Lasar Segall, Portinari, Di Cavalcante, Lygia Clark, Hélio Oíticica e Franz Weissmann e a coleção de Gilberto Chateaubriand.



Em 1978 um incêndio, causado por uma ponta de cigarro, ou por uma falha elétrica, destruiu quase todo acervo do MAM. Obras de, Miró, Savador Dali, Max Ernst,René Magritte, Ivan Serpa, Manabu Mabe entre outras foram perdidas. Solidários com a tragédia ocorrida, artistas e colecionadores de todo o mundo, enviaram obras para ajudar na reconstrução de uma nova coleção.



Duas empresas colaboraram na reconstrução do acervo do MAM, que voltou a funcionar em 1993: A White Martins e a Petrobras.
O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro é parte integrante do Aterro do Flamengo, próximo ao Aeroporto Santos Dumont.





5 comentários:

jorge fortunato disse...

O MAM é um museu que vale a visita, mesmo sem entrar já vale o passeio, tendo em vista a arquitetura. Além das exposições, rolam muitos eventos. É um lugar muito querido para nós, os cariocas.
Abraços

Pedro Luso de Carvalho disse...

Beth,

Sem dúvida, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro é um patrimônio de inestimável valor, uma referência cultural da maior importância, que está aí para ser visitado não apenas pelos cariocas, mas, também, pelos demais brasileiros e estrangeiros, que procuram conhecer as obras que nele são expostas.

Abraços.

Pedro.

André disse...

mesmo sendo um brucutu inculto visitei e admirei ambos os museus. mesmo nao entendendo nada das obras a viagem é insolita num mundo desconhecido para nos.

Luiz Antonio André disse...

Não tive a oportunidade de conhecer o MAM, espero um dia conhece-lo. Os museus quando bem organizados e cuidados valem a pena serem visitados.
Abraços

Guilherme Freitas disse...

Tai. Quando retornar ao Rio em 2009 tentarei visitar o MAM carioca. Excelente dica, Beth. Abraços.