domingo, 25 de janeiro de 2009

Beija-Flor, No Chuveiro da Alegria Lavando a Alma na Folia

A Beija-flor, campeã do carnaval em 2008, entrará na avenida com o Samba-enredo, "No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia", e promete um banho na sapucaí. O puxador oficial da escola, Neguinho da Beija-flor, contrariando orientações médicas, é presença certa na apoteose do samba, puxando o samba da escola.

Neguinho da Beija-flor e Farid, Presidente da Escola de Samba de Nilópolis.



História de Luxo e Beleza, Polêmicas e Vitórias da Beija-flor de Nilópolis

A Beija-flor de Nilópolis, é uma escola de samba do Rio de Janeiro. Foi criada em 1948, mas somente em 1953 o bloco se transformou no G.R.E.S.

Bandeira da Escola da Beija-flor


Em 1954 desfila pela primeira vez no segundo grupo e leva o título de campeã pela primeira vez.
Seu Presidente é Farid Abrahão David, e seu presidente de honra é Anísio Abrahão David.

Não é possível falar da trajetória bem sucedida da beija-flor sem falar do ílustre e polêmico carnavalesco, Joãozinho Trinta, que assumiu a escola em 1976. Uma história de sucesso da escola, luxo, beleza e polêmica. Durante os quatorze anos que foi carnavalesco da escola, Joãozinho Trinta conquistou vários títulos de primeiro lugar, e seus temas polêmicos foram alvos de duras críticas pelos setores mais conservadores da sociedade e pela Igreja católica, seu grande desafeto, que contestou seus temas considerados uma afronta.

O Artista Plástico e carnavalesco Joãozinho Trinta:

"Quem Gosta de Miséria é Intelectual"

O ano de 1976 marca uma espécie de "antes e depois" da Beija-Flor. A escola, que patinava
entre posições intermediárias, deu uma virada na sua história com a chegada do carnavalesco
Joãosinho Trinta e do diretor de harmonia Laíla, recém-vitoriosos pelo Salgueiro. Eles desenvolveram na azul-e-branco o enredo "Sonhar com rei dá leão", sobre o jogo do bicho - um
tema original para a época. A escola não poupou luxo e originalidade e, de cara, arrebatou seu
primeiro título.

1976- Sonhar com Rei dá Leão - 1º lugar
1977- Vovô e o Rei da Saturnália na Corte Egípcia - 1º lugar
1978- A criação do Mundo na tradição Nagô - 1º lugar
1979- P Paraíso da Loucura - 2º lugar
1980- O Sol da meia noite, uma viagem ao país das maravilhas - 1º lugar
1981- A oitava das sete maravilhas do mundo - 2º lugar
1982- O olho azul da serpente - 2º lugar
1983- A grande constelação das estrelas negras - 1º lugar
1984- O gigante em berço esplendido - 3º lugar
1985- A lapa de adão e eva - 2º lugar
1986- O mundo é uma bola - 2º lugar
1987- As mágicas luzes da Ribalta - 4º lugar
1988- Sou Negro do Egito, à liberdade - 3º lugar
1989- Ratos e urubus larguem a minha fantasia - 2º lugar


Joãosinho Trinta radicaliza ao trazer em 1989 na Beija-Flor de Nilópolis uma nova polêmica, um
enredo chamado Ratos e urubús larguem minha fantasia, ele fala do lixo que se torna luxo e o
forte impacto causada pela escola conhecida pelo luxo, com uma comissão de frente formado de
mendigos e com muitas alas e alegorias esfarrapadas, causou perplexidade, um dos momentos mais inesquecíveis do carnaval carioca. No abre alas uma escultura coberta por sacos de lixo
escondia um Cristo Redentor, que fora proibido pela Igreja Católica, uma imagem forte até hoje
relembrada.


1990- Todo mundo nasceu nú - 2º lugar
1991- Alice no país das maravilhas - 4º lugar
1992- Há um ponto de luz na imensidão - 7º lugar, Joãosinho Trinta sai da Beija-Flor e vai para a Escola de Samba Unidos da Viradouro.

1993, a carnavalesca, Maria Augusta assume o lugar do mestre Joãozinho Trinta e conquista o terceiro lugar, com o samba enredo "Uni-duni-tê, a Beija-flor escolheu: é você". Não satisfeitos com o resultado, a direção da escola contrata o carnavalesco Milton cunha, que com o samba enredo "Margareth Mee, a Dama das Bromélias", em 1994 conquista o 4º lugar.
1995, "Bidu Sayão e o Canto de Cristal", mais uma vez decepciona, a escola conquista dessa vez o terceiro lugar. Milton Cunha sonhava um dia conquistar o primeiro lugar, e entra na avenida em 1996 com o samba enredo "Aurora do povo Brasileiro" e mais uma vez o terceiro lugar.
1997, Milton Cunha faz seu último carnaval pela beija-flor de Nilópolis, com o samba enredo "A Beija-flor é Festa na Sapucaí", a escola conquista o quarto lugar e Milton se despede da escola sem a glória de ter conquistado o título. A direção da escola decide montar um comissão de carnaval, composta por Laíla, Fran-Sérgio, Ubiratan silva e Alexandre Louzada. Em 1998, com o samba enredo "O mundo mítico dos Caruanas nas águas do Patu-Anu, conquista o primeiro lugar e a direção comemora esse título com a comunidade em Nilópolis, com muito samba, suor e cerveja.
1999, com o samba enredo "Araxá, Lugar Alto Onde Primeiro Se Avista o Sol", conquista o segundo lugar.
2000, com o samba enredo "Brasil, um coração que pulsa forte. Terra de todos ou de ninguém?", vice-campeã novamente.
2001, "A Saga de Agotime - Maria mineira Naê, conquista um novo vice-campeonato. Em 2002 o samba enredo "O Brasil dá o ar de sua graça de Ícaro a Rubem Berta - O ímpeto de voar", conquista o título de vice-campeã.


2003 o primeiro de três títulos consecutivos de campeã do grupo especial. "O povo conta a sua história: Saco vazio não para em pé. A mão que faz a guerra faz a paz", conquista o segundo título de campeã da escola Beija-flor de Nilópolis.
2004 é premiada a primeira do grupo, com o samba enredo, "Manôa - Manaus - Amazônia – Terra Santa: Alimenta o corpo, equilibra a alma e transmite a paz".
2005 com o título "O vento corta as terras dos pampas. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito guarani. Sete Povos na fé e na dor... Sete missões de amor", a Beija-flor torna-se a única escola de samba do Rio de Janeiro a ter o título de Tri-campeã (três vezes consecutivas), colocada em primeiro lugar do grupo especial.
Em 2006 o samba enredo "Poços de Caldas derrama sobre a Terra suas águas milagrosas: do caos inicial à explosão da vida, a nave mãe da existência",conquista um triste 5º lugar.
2007 conquista mais um campeonato com o enredo "Áfricas, do berço real à corte brasileira".
2008 conquistou mais um título de campeã carioca do primeiro grupo, com o enredo "Macapaba - Equinócio Solar. Viagens fantásticas ao meio do mundo".




Esse ano, 2009, o título do samba enredo que a Beija-flor levará para avenida, será "No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia", ainda sob a batuta do mestre Paulinho, diretor da bateria, e da vitoriosa comissão de carnaval, e puxado pelo vozerão do filho querido da casa, o nobre sambista, cantor e compositor, Neguinho da Beija-flor, intérprete oficial da beija-flor desde 1976, a beija-flor mais uma vez entrará na avenida, literalmente dando um banho na avenida, e sonhando com mais um título.


Seus torcedores famosos: Cláudia Raia, Edson Celulare, Roberto Carlos, Zico e a humilde blogueira aqui, estaremos todos, torcendo por um desfile deslumbrante, e se por mérito for, mais um campeonato. Enquanto isso, vale apena visitar a quadra da escola. Os ensaios estão pegando fogo!



Usando o Bordão do querido Neguinho: "Olha a Beija-flor aí, gente!!!"


Letra do samba da Beija-flor - 2009

"No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia"

Composição: Tom Tom, Marcelo Guimarães, Lopita, Jorge Augusto e Veni Vieira

Águas do tempo
Fonte da vida pura inspiração
No azul da fantasia mergulhei
Nas ondas da emoção
Lá no Egito começou o hábito de se banhar
Um ritual de prazer que conquistou a realeza
No Oriente imperou e os males da mente expulsou
Nas ervas o aroma renovou, nas termas a luxúria e o vapor
Chega a idade das trevas, o corpo se fecha, o sonho acabou
E o que dava prazer, virou pecado, o banho foi excomungado

As águas rolaram
As mentes lavaram, clareou!
O índio ensinou, o banho voltou
E o mundo se purificou

Renasce a esperança, toda corte é perfumada
A sujeira é disfarçada até que um francês descobriu
Corpo limpo, corpo são, o banho evoluiu
Banho de chuva, banho de cheiro oi...
Banho de felicidade, banho de gato amor
Relaxa e da calor de verdade, banho de lua ou de sol
Na cachoeira ou no mar, odoyá yemanjá
Oxum: a deusa do encanto, estende o seu manto
Aos orixás a nossa fé, quem banha o corpo, lava a alma
E toma um banho de axé

No chuveiro da alegria
Salve! As águas de oxalá, embala eu babá
Feito um rio de magia que deságua luxo e cor
Banhando o povo vem a Beija-Flor

Site oficial da Beija-flor de Nilópolis

Todos Os Títulos Conquistados pela Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis

1955- Páginas de Ouro da Poesia Brasileira - 6º lugar
1956- O Gaúcho - 12º lugar
1957- Riquezas do Brasil - 10º lugar
1958- Exaltação às forças Armadas - 10º lugar
1959- Copa do mundo - 9º lugar
1960- Regência - 10º lugar
1961- Brasília - 8º lugar
1962- Dia do Fico - 2º lugar
1963- Peri Ceci - 10º lugar
1964- Café, Riqueza do Brasil - 12º lugar
1965- Lei do ventre livre - 3º lugar
1966- Fatos que culminaram com a independência do Brasil - 3º lugar
1967- A queda da monarquia - 2º lugar
1968- Exaltação a José de Alencar - 9º lugar
1969- O paquete do Exílio - 10] lugar
1970- Rio, Quatro séculos de Glória - 6º lugar
1971- Carnaval, sublime ilusão - 7º lugar
1972- Bahia do meus Amores - 6º lugar
1973- Educação para o desenvolvimento - 2º lugar
1974- Brasil Ano 2000 - 7º lugar
1975- O grande Decênio - 7º lugar
1976- Sonhar com Rei dá Leão - 1º lugar
1977- Vovô e o Rei da Saturnália na Corte Egípcia - 1º lugar
1978- A criação do Mundo na tradição Nagô - 1º lugar
1979- P Paraíso da Loucura - 2º lugar
1980- O Sol da meia noite, uma viagem ao país das maravilhas - 1º lugar
1981- A oitava das sete maravilhas do mundo - 2º lugar
1982- O olho azul da serpente - 2º lugar
1983- A grande constelação das estrelas negras - 1º lugar
1984- O gigante em berço esplendido - 3º lugar
1985- A lapa de adão e eva - 2º lugar
1986- O mundo é uma bola - 2º lugar
1987- As mágicas luzes da Ribalta - 4º lugar
1988- Sou Negro do Egito, à liberdade - 3] lugar
1989- Ratos e urubus larguem a minha fantasia - 2º lugar
1990- Todo mundo nasceu nú - 2º lugar
1991- Alice no país das maravilhas - 4º lugar
1992- Há um ponto de luz na imensidão - 7º lugar
1993- Uni, duni, tê a Beija-Flor escolheu você - 3º lugar
1994- Margareth Mee, a dama das Bromélias - 4º lugar
1995- Bidu Sayão e o Canto de cristal - 3º lugar
1996- Aurora do povo brasileiro - 3º lugar
1997- A Beija-Flor é festa na Sapucaí - 4º lugar
1998- O mundo místico dos caruanas na águas do Patu Anú - 1º lugar
1999- Araxá - Lugar Alto Onde Primeiro se Avista o Sol - 2º lugar
2000- Brasil - Um coração que Pulsa forte, pátria de todos ou terra de ninguém - 2º lugar
2001- A saga de Agostime - Maria mineira Naê - 2º lugar
2002- O Brasil dá o ar de sua graça. De Ícaro a Rubem Berta, o ímpeto de voar - 2º lugar
2003- O povo conta a sua história: "Saco Vazio não Para em Pé" - A mão que faz a guerra faz a
paz - 1º lugar
2004- Manôa, Manaus, Amazônia, Terra Santa... Que Alimenta o Corpo, equilibra a alma e
transmite a paz - 1º lugar
2005- O Vento corta as terras dos Pampas. Em nome do Pai, do filho e do espirito Guarani, sete
povos na fé e na dor...Sete missões de amor - 1º lugar
2006- Poços de Calda: Derrama sobre a terra suas águas Milagrosas - 5º lugar
2007- África: Do Berço Real à corte brasiliana - 1º lugar
2008- Macapaba Equinócio Solar, Viagens Fantásticas Ao Meio do mundo - 1º lugar

1955 a 1963 - grupo 1
1964 - grupo 2
1965 a 1967 - grupo 3
1968 a 1973 - grupo 2
1974 a 1989 - grupo 1
1990 a 2008 - grupo especial

7 comentários:

Plebe Rude e Ignara disse...

olá colega blogueira. Apoiando o teatro e a arte brasileira, estou divulgando uma promoção/parceria teatro/blogs e se você quiser participar e/ou divulgar entre no meu blog e clique no banner "oito a zero" ok!
http://davintedigital.blogspot.com/ESPETÁCULO TEATRAL: OITO A ZERO - OS FUTEBÓIS DO PAÍS

Leitores do Blog "Davinte Digital", pagam R$ 10,00 (dez reais) do valor do ingresso, o valor normal corresponde a R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia).
Importante: É necessária a confirmação da presença para cada sessão escolhida (sexta, sábado e domingo), para podermos reservar os lugares.
Reservas sujeitas à lotação do Teatro (300 pessoas).

abraços Davinte

Alcione Torres disse...

Tem um selo massa para você no meu blog! Espero que goste!
http://sarapateldecoruja.blogspot.com/2009/01/blog-maneiro-um-selo-muito-especial.html
Abs.

JIME disse...

Vamos torcer para que ela conquiste mais um título.
Também torço para a Beija-Flor.

Jorge Fortunato disse...

Oi Beth
Tudo bem? Nem preciso dizer nada...vc é Beija-flor desde o ventre! O posto ficou ótimo, é por isso que acho esse blog maneiro!
Passa mais tarde no Acabou o caviar? e pegue um selo pra vc!
Mas só mais tarde ainda tô publicando...
bjs

Pedro disse...

Beth ,
Tive oportunidade de conhecer de muito perto o Carnaval do Rio e achei incrível. Aconselho vivamente os "meus" a ver ao vivo e a cores este espectáculo. É uma experiência inesquecível .
abraços .
Sinto que você está em contagem regressiva , pois não? hehehe
Pedro

Pronuc disse...

Caranaval é tudo!! Pessoas bonitas, todos curtindo pra VALER.... SO FESTA .... e "Beija Flor" sem comentários "BEIJA-FLOR = CARNAVAL"
Abraços.....

LETÍCIA CASTRO disse...

Beth, eu sou portelense (paulista portelense rs), mas não dá pra ignorar a importância da Beija-Flor que é uma escola criadora de ícones, além de ter ela mesma esse status, dentro do carnaval carioca. Lembro-me bem do enredo sobre o lixo. Fiquei fascinada com aquela transgressão e com a beleza que resultou no desfile. O Joãosinho Trinta é um gênio, essa é a única verdade.
Ficou linda a tua reportagem. Pra quem não conhecia, deu um panorama completo do que é a grande Beija-Flor. Parabéns, viu?
E tb quero agradecer pelas tuas palavras sobre o Babel. Fiquei emocionada e é nessa hora que a gente percebe que tudo vale a pena, né? E amigos que nos dão um apoio tão necessário como vc é o que me faz ir adiante e achar graça nisso tudo. : )
Obrigada mesmo, viu?
Beijocas carinhosas pra vc!