sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Arte que encanta - Tarsila do Amaral

Tarsila do amaral é a pintora mais representativa da primeira fase do movimento modernista brasileiro, ao lado de Anita Malfatti. Seu quadro "Abaporu", de 1928, inaugura o movimento antropofágico nas artes plásticas.

Começou a aprender pintura em 1917, com Pedro Alexandrino. Mais tarde, estuda com George Fischer Elpons. Em 1920, viaja a Paris e freqüenta a Académie Julien, onde é orientada por Émile Renard. Na França, conhece Fernand Léger e participa do Salão Oficial dos Artistas Franceses de 1922, desenvolvendo técnicas influenciadas pelo cubismo. De volta ao Brasil, em 1922, Tarsila,Anita Malfatti, Menotti del Picchia, Mário de Andrade e Oswald de Andrade, formando o chamado Grupo dos Cinco, que defende as idéias da Semana Arte Moderna e toma a frente do movimento modernista no país.

Casa-se com Oswald de Andrade em 1926 e, no mesmo ano, realiza sua primeira exposição individual, na Galeria Percier, em Paris. A partir de então, suas obras adquirem fortes características primitivistas e nativistas e passam a ser associadas aos Movimentos Pau-Brasil e Antropofágico, idealizados pelo marido. É dessa época sua tela Abaporu, cujo nome de origem indígena que significa "antropófago". A teoria antropofágica propunha que os artistas brasileiros conhecessem os movimentos estéticos modernos europeus, mas criassem com uma feição brasileira.
1931, após viagem à União Soviética, passa por uma fase de temática mais social, da qual são exemplos as telas Operários e Segunda Classe. Expõe nas 1ª e 2ª Bienais de São Paulo e ganha uma retrospectiva no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) em 1960. É tema de sala especial na Bienal de São Paulo de 1963 e, no ano seguinte, apresenta-se na 32ª Bienal de Veneza.









Apesar de integrar-se ao movimento modernista brasileiro, Tarsila não participou da Semana de 22.

Fonte de Pesquisa e origem das fotos
wikipédia
Site Oficial da Pintora

2 comentários:

Berenice disse...

Muito bom. Parabéns por nos lembrar dessa artista excepcional que poucos conhecem atualmente. Abçs

M.Arlé disse...

Tarsila do Amaral, momentos de grande projeção artística, semana da Arte Moderna,1922, em que as mulheres buscavam transformação, através da sua criatividade e a pintora Tarsila, tendo como fonte de inspiração os grandes pintores como;Pierre d'Alexandrie, Fernand Léger, Anita Malfati, Elpons George Fischer e outros.
Enfim,uma grande artista que deve ser sempre lembrada.
Parabéns! pela magnífica matéria.
Abs.