terça-feira, 28 de outubro de 2008

28ª Bienal de São Paulo: A Polêmica do Vazio


A 28ª Bienal de São Paulo foi aberta domingo (26/10), no Ibirapuera e vai até dia 6 de dezembro. O tema desse ano é "O Vazio".
O andar térreo da bienal, foi transformado numa praça pública idealizada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, espaço onde o visitante poderá desfrutar de apresentações de música, dança, performances, cinema; A cultura como forma de convivio social.
O primeiro andar, funciona como um recepção onde o público poderá obter informações, além de poder desfrutar de um restaurante e uma livraria. Dois artistas estão nesse andar realizando seus projetos, como a obra “Talismã”, do norte-americano Paul Ramírez Jonas, o visitante poderá trocar a chave de sua casa pela chave que abre a porta do pavilhão da Bienal.
No segundo, para surpresa do visitante, o espaço é totalmente vazio. Essa proposta se refere ao conceito criado por Le Corbusier, em 1926, chamado Planta Livre, que permitirá que os visitantes observem os detalhes da arquitetura do edifício.
No terceiro andar acontecem as conferências, conversas e painéis, onde á proposta é levar o participante a uma reflexão sobre a história, o papel e o modelo da Bienal de São Paulo, nesse andar o público encontrará também uma biblioteca.
Todas as terças e domingos o auditório exibirá uma programação especial do Video Lounge.
Uma das atrações deste ano é um tobogã criado pelo belga Carsten Höller. O escorregador leva o visitante dos andares superiores para o térreo.


No primeiro dia da bienal, um grupo de aproximadamente 40 pichadores, invadiram a bienal e picharam as paredes do segundo andar com as frases: "Isso que é arte", "Abaixa a ditadura", "Fora Serra" (sic). Além dos nomes das gangues, como eles mesmos se denominam, "Susto", "4" e "Secretos".
A Bienal lamentou e repudiou o ato.

A entrada é franca, aberto (de terça a domingo, das 10h às 22h).
Pavilhão da Bienal, Parque do Ibirapuera, portão 3 - tel (11) 5576-7600
Conheça os artistas convidados para a 28ª Bienal se São Paulo

Fonte e Fotos
Terra
G1

3 comentários:

goooooood girl disse...

Feel good......

Rodrigo Piva disse...

Pretendo visitar a Bienal essa semana, faz muitos anos que não vou.

Quanto a esse protesto sem o menor propósito dos pichadores, demonstra como temos pessoas sem a menor noção de nada na sociedade. Só pela frase "Abaixa..." já se percebe o tipo de gente. E também a questão da impunidade. Algum foi preso e obrigado a pintar as paredes sujas por ele? Não. Fica difícil.

Abraços

Anônimo disse...

A pior Biwnal de todas. Não fiquei nem 1 hora lá dentro