terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Paraty - Beleza Histórica: Passado e Presente

Paraty é uma cidade localizada no sul Fluminense do Estado do Rio de Janeiro.
No Passado a cidade abrigou o maior porto exportador de ouro do Brasil. Hoje é um grande ponto turístico e de cultura. É muito comum encontrar caminhando por suas ruas, celebridades nacionais e internacionais.
Conheça um pouco mais sobre a cidade: Seu passado e seu presente e seus principais pontos turísticos. A cidade possue um calendário de festas populares muito diversificado e rico culturalmente.

O Passado

A cidade de Paraty se localiza no antigo território dos índios Cuaianás. Seu território se estendia da Cananéia até Angra dos Reis. O núcleo foi fundado por Portugueses da Capitania de São Vicente no princípio do século XVI.
Nos dias atuais, podem ser encontrados índios nas ruas de Paraty vendendo seu artesanato. Também podem ser visto no caminho da praia que passa pela reserva indígena. É muito comum os turistas trocarem objetos e roupas por artesanato indígenas.





O capitão-mor Joaquim Pimenta de Carvalho concedeu as primeiras sesmarias aos moradores de Angra dos Reis. O povoado surgiu no morro da Vila Velha, onde fica o Morro do Forte em volta da Capela de São Roque.
A transferência do núcleo se deu por volta de 1640, quando Maria Jácome de Mello doou as terras entre os rios Partitiba e Perequê-Açu, onde foi construída a Capela de Nossa Senhora dos Remédios, escolhida como nova padroeira .



Por volta de 1669 houve uma revolta popular, com o objetivo de fazer o Capitão-Mor da Capitania de são Vicente dar ao povoado o título de Vila, separada de Angra dos Reis. As solicitações dopovoado foram atendidas por Carta Régia, datada do dia 28 de fevereiro de 1667.
Assim a Vila ganhou nome de Nossa Senhora dos Remédios de Paraty, nome de um peixe abundante na região.



Próximo a 1720, a vila passou a ser de responsabilidade da Capitania de São Paulo. Mas em 8 de janeiro de 1726, por solicitação da Câmara local, voltou a pertencer ao Rio de Janeiro. Em 17 de dezembro de 1813 a vila virou Condado e seu primeiro conde foi Miguel Antônio de Noronha Abranches Castelo Branco. Paraty virou cidade em janeiro de 1890 por decreto estadual. A Lei Áurea libertou os escravos, e a economia da cidade entrou em colapso por conta da crise na agricultura. A ferrovia que ligava o Rio a São Paulo fez a situação piorar. a cidade que antes era um dos principais portos do Brasil, perde então muito de sua importância econômica. Em 1966 Paraty foi declarada Monumento Histórico Nacional. Com a construção da rodovia Rio-Santos, na década de 70, a cidade torna-se destino turístico internacional.

O Presente

Paraty possui uma paísagem natural deslumbrante. Seu município vai da ponta de Trindade até Tarituba, onde faz divisa com Angra dos Reis.









O Centro Histórico da cidade se destaca pelo belo casario do século XVIII e XIX, com pedras irregulares que levam os turistas a uma viagem no tempo. As ruas são inundadas caprichosamente pela alta das marés, compondo um novo cenário para a cidade.









Paraty também é um centro de tradições. A culinária Caiçara, a ciranda, o artesanato, as festas culturais se mantém viva e acessiveis aos turistas. Paraty recebe turistas que procuram diversas atividades. O turismo cultural, maritimo e ecológico são os principais atrativos da cidade e garantem aos visitantes uma estadia repleta de opções e diversões.

A Culinária Caiçara: A base de frutos do mar.
Quem vai a Paraty não pode deixar de comer o famoso peixe com banana verde. um a delícia da culinária local.







A Ciranda - A ciranda de Paraty é a música mais tradicional da cultura da terra. Trazido pelos portugueses, este ritmo encanta a todos.



O Artesanato - A Arte em Paraty









É muito comum encontrar pelas ruas de Paraty, artistas plásticos pintando quadros. O cenário de inspiração quase sempre é a arquitetura e a natureza deslumbrante da cidade.



O calendário de eventos e Festas Populares de Paraty é riquíssimo e atraí muitos turistas nacionais e estrangeiros.

Os principais eventos:

A festa do divino

Na Festa do Divino em Paraty ainda existe a participação da folia nas procissões das bandeiras e no bando precatório. A tradicional procissão das bandeiras vermelhas, tendo ao centro uma pomba branca, símbolo do Divino Espírito Santo, percorre as ruas da cidade acompanhada da folia e da banda de música, onde será celebrada missa ou ladainha da novena preparatória do dia de pentecostes. A cidade é toda ornamentada com bandeirinhas.

Festival do Camarão

Os mais variados pratos a base de Camarão pode ser consumidos durante o festival. A cidade lota de turistas que adoram essa iguaria. Acompanhada de uma boa caipirinha, cerveja gelada ou vinho, não há quem resista!

Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP)

A FLIP começou no ano de 2003 e vem sendo realizada anualmente, com duração de quatro dias. A cada ano a festa é dedicada à memória de um grande escritor já morto, em 2003 o homenageado foi Vinícius de Moraes, em 2004, Guimaraes Rosa, em 2005, Clarice Lispector, em 2006, Jorge Amado, em 2007, Nelson Rodrigues e este ano de 2008 a FLIP homenagem foi para Machado de Assis.
Durante a festa escritores nacionais e internacionais apresentam seus livros e teorias para o público além de participarem de encontros reservados para debates entres os escritores.

Festa de Santa Rita

Tradicional festa que acontece desde 1722 (data da fundação da igreja de Santa Rita). A igreja é especialmente paramentada para as missas que ocorrem durante a festa. As janelas das casas são decoradas com toalhas coloridas e flores. Há procissões seguidas de banda e barraquinhas de comidas e bebidas típicas no largo da Igreja Santa Rita.

Carnamar de Paraty

É o grito de carnaval de Paraty. Um grande evento reunindo todas as embarcações de Paraty e imediações. Todas decoradas com diversos temas, todas concorrendo ao prêmio de melhor decoração e animação.

Bloco da Lama

Este famoso bloco, surgiu através de uma brincadeiras no sábado de Carnaval, onde todos cobertos de lama do mangue da Praia do Jabaquara , perceberam que estavam irreconhecíveis. Surgia ali o Bloco da Lama, que agora se tornou um grande evento na cidade, além dos próprios paratienses, muitos turistas nacionais e principalmente estrangeiros querem sair. Enlameados da cabeça aos pés, cobertos de trapos, carregando caveiras, cipós e ossadas, parecem tribos da pré-história.

Festival da Pinga

Já tradicional na cidade, o evento reúne pessoas de diversas regiões do Brasil e até do exterior interessadas em conhecer um dos produtos que movimentou a economia no tempo do Brasil Colônia. E é nesse clima de inverno que os apreciadores da “purinha” terão a oportunidade de experimentar os mais variados sabores da aguardente de Paraty. Os alambiques existentes na cidade histórica, são eles: Coqueiro, Corisco, Vamos Nessa, Murycana, Engenheiro D’ouro, Paratyana, Maria Izabel.

Paraty em Foco (Festival Internacional de Fotografia)

Encontro de grandes fotógrafos nacionais e internacionais, em entrevistas abertas,
workshops,curso e exposições. Fotógrafos presentes: Eduardo Muylaerte; Inaê Coutinho; Izan Peterlen; Mauricio Simonetti; Eustaquio Neves; Cesar Barreto; Juan Esteves entre outros.

YmaguaréMitos e Lendas Indígenas.

Exposição coletiva sobre mitos e lendas Indígenas, organizada pela associação Nhandeva com apoio cultural da Secretaria de Turismo e Cultura de Paraty.

Abertura do Natal


O fim de ano em Paraty é comemorado com queima de fogos e shows musicais na praia do Pontal.



O Reveillon 2009 em Paraty já começa a tomar forma. A Prefeitura Municipal de Paraty anunciou que pretende realizar um grande show da virada com a banda baiana Swing Nagô, no dia 31 de dezembro, a partir das 23 horas, na Praia do Pontal. Para anteceder o show, muita música de carnaval com o bloco Vamos que Tô. Além das atrações, grande queima de fogos às 24h. Vale lembrar que a programação de Reveillon também acontece em outras comunidades da cidade, com o apoio da Prefeitura Municipal.

Já no dia 01 de janeiro, após a cerimônia de posse do prefeito reeleito, José Carlos Porto Neto, a atração mais esperada da festa, show com a banda Falamansa, a partir das 22 horas, também na Praia do Pontal.

De acordo com informações, a rede hoteleira registra quase 100% de ocupação. Com isso, o volume de turistas em Paraty na virada do ano promete ser o maior dos últimos anos. A previsão da Secretaria de Turismo e Cultura é de que de 60 a 80 mil pessoas circulam pela cidade no feriado de Reveillon.

O carnaval de Paraty é famoso pela animação e atraí turistas do mundo todo. É dessa animação que vem um dos blocos mais antigos da cidade, 'O Bloco Carnavalesco Paraty do Amanhã'. Com a missão de fazer até os mais sérios caírem na folia, o bloco completou 15 anos em 2008.





O repertório é variado, mas tudo com vibrante batucada carnavalesca. A banda seleciona o que de melhor têm no carnaval do Rio, no Axé da Bahia, no Maracatu de Pernambuco. Toca de tudo, sambas enredo, MPB, pop rock, internacional e nacional como: J. quest, Skank, O Rappa, tudo em ritmo de axé, ou samba.

Paraty é uma cidade, onde o Sagrado e o profano convivem de maneira harmoniosa. Quem não conhece, vale apena conhecer. Quem conhece, com certeza volta mais vezes, pois a cidade têm sempre uma nova maneira de ser deslumbrada.

7 comentários:

culturanordestina disse...

Poxa, muito bom esse artigo. Estou com muita vontade de conhecer a cidade. Pode ter certeza que já faz parte de meus planos uma visita. Agrande abraço.

Arthurius Maximus disse...

Paraty é linda e é uma cidade fantástica. Tenho vontade de viver por lá quando finalmente me libertar aqui da capital.

Comprar um barco e viver na praia comendo peixe e bebendo aquela cerveja gelada...

Vida de rei (rs).

Beth Cruz disse...

As opções de lazer em Paraty, são inúmeras. Tenho certeza que você vai amar a cidade e sempre querer voltar.
Procure antes saber o calendário de eventos, pois em algumas datas as reservas se esgotam muitos dias antes.
Abraço

JIME disse...

Nossa, que paraíso!
Paraty, é um dos municípios do Estado do RJ que eu não conheci.
Um dia eu vou lá.
Bela matéria.
Beijos.

Anônimo disse...

Conheço e muito Paraty, vale a pena conhecer é um lugar paradisíaco, uma dica, quando forem façam passeios de barco,que são muitos e te levarão as ilhas que são sem duvidas, inimagináveis, assim como eu voçê vai viciar!!!!

Pedro Luso de Carvalho disse...

Pois é, Beth, estou aqui lendo novamente esse teu belo trabalho sobre Paraty, no qual falas tanto da história antiga da cidade como da mais recente, que é a Festa Literária Internacional de Paraty.

Conheci Paraty há alguns anos, quando me aventurei, com minha familia, a passar as férias no Rio de Janeiro, saindo de Porto Alegre, de carro, fazendo quase todo o trajeto pelo litoral, com uma rápida estada na bela Paraty.

Beth, desejo um feliz Natal para ti e teus familiares.

Pedro.

Priscila Lima disse...

olá!
seu blog é muito lindo...
moro em Paraty á 1 ano, aqui tenho vivido os melhores dias de minha vida...
Parabens pelo seu trabalho.
abraço
Priscila Lima.