quarta-feira, 6 de maio de 2009

Mulheres Para Sempre

Mulheres para sempre guardadas na memória, não importam os erros. Cada uma dessas mulheres são singulares, umas santas, outras polêmicas e transgressoras, políticas e idealistas, militantes, mas todas, sempre ousadas. Ao olhar para a linha do tempo é possível perceber os desafios que essas mulheres sempre enfrentaram para conquistar seu lugar de direito na sociedade livrando-se da cercania doméstica e assumindo o controle sobre sua vida amorosa e profissional.
Muitas mulheres chocaram a sociedade com suas ousadias, assumiram sua condição de mito e seduziram plateias. Hoje, maduras, a preocupação das feministas é a banalização do sexo:

"O feminismo busca repensar e recriar a identidade de um sexo sob uma ótica em que o indivíduo, seja ele homem ou mulher, não tenha que adaptar-se a modelos hierarquizados, e onde as qualidades ‘femininas’ ou ‘masculinas’ sejam atributos do ser humano em sua globalidade."
(Alves e Pitanguy, 1985, p. 9).




Eva

Segundo o cristianismo, criada a partir de uma das costelas de adão surge a primeira mulher, Eva, e com ela a origem do pecado, a primeira transgressora. Há quem diga que a primeira mulher da história foi Lilith, não importa, o mito de Lilith também é acompanhado da preponderância masculina da sociedade patriarcal e de sua rebelia contra essa dominação.

Cleópatra VII

Representando a antiguidade, Cleópata VII, uma das mulheres mais conhecidas da história da humanidade. Mitos e lendas giram em torno da famosa governante do Egito, Cleópatra sempre foi vista pela história como sendo uma mulher ambiciosa e desprovida de sentimentos e que usava sua sensualidade para alcançar seus objetivos. Mas recentes descobertas fizeram com que historiadores redescobrissem uma nova mulher, que apesar de um cérebro masculino que aspirava o poder, tinha um instinto maternal protetor, não apenas por seus filhos, como por seu povo. Sua grande luta foi libertar seu povo da presença romana e tornar o Egito um Estado independente. Sua memória foi sempre honrada e reverenciada através dos séculos pelos Egípicios que sempre entenderam suas atitudes, ao contrário dos mitos e das lendas negativas que giram em torno de Cleópatra.
Na Antiguidade não foi apenas Cleópatra que ousou, outras mulheres, como: Safo (poetisa da Grécia), Amat-Mamu (escrivã em Sippar, Babilônia), shibtu (rainha de Mari, região do rio Eufrates), deram o que falar por ocuparem um lugar normalmente ocupado pela presença masculina.

Sem obedecer a linha do tempo, abaixo, uma lista de grandes mulheres, que mesmo quando polêmicas, deram sua contribuição ao amadurecimento e a evolução da mulher na sociedade. Não caberia aqui, listar todas as mulheres famosas que deram sua contribuição para a emancipação da mulher; em nome dessas mulheres e das milhões de outras mulheres anônimas que fizeram parte da história da humanidade, errando ou acertando, alguns ícones femininos sempre lembrados pela história:

Anna Akhmatova

Pseudônimo de Anna Andreevna Gorenko, nasceu em 1889 na Rússia. Anna Akhmatova é uma das mais importantes poetisas russas. Escreveu poemas líricos e sobre o terror estalinista. Seu marido foi executado devido a atividades anti-soviétes e ela foi proíbida de escrever. Somente após a morte de Estaline, em 1953 voltou a escrever e recebeu o prêmio literário Taomina e o título honorário em Oxford em 1965.

Clarice Lispector

Escritora brasileira, nascida na Ucrânia em 1920. Clarice inovou a literatura da época ao tratar das problemáticas de caráter existencial. A visão e sensibilidade da escritora é algo surpreendente que nos faz mergulhar e transceder nas palavras, na dor humana e na cosmovisão da vida.

Tarsila do Amaral

Pintora e desenhista brasileira, nasceu em São Paulo no ano de 1886. Figura importante do movimento modernista brasileiro, tendo inaugurado o movimento antropofágico. Não participou da Semana de Arte moderna de 1922, apesar de fazer parte do Grupo dos Cinco, que defenderam a ideia da realização do evento. Casada com Oswald de Andrade, desenvolveu sua arte inspirada no movimento cubista.

Fernanda Montenegro

Nome de batismo, Arlette Pinheiro Esteves da Silva, nasceu no Rio de Janeiro em 1929. Atriz consagrada no cinema, na televisão e no teatro. Fernanda Montenegro ganhou importantes prêmios no teatro e no cinema, convidada para assumir o posto de Ministra da cultura, não aceitou.

Florbela Espanca

Polêmica poetisa portuguesa, nascida em 1894. Fez versos ousados de paixão e sensualidade, foi precursora do movimento feminista em Portugal. Sua vida pessoal foi por demais tumultuada e sofrida, uma pessoa romântica e lírica que contestou a dominação masculina.

Anita Garibaldi

Anita nasceu em 1821, em Santa Catarina, considerada um heroína brasileira.
Companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi é considerada no Brasil e na Itália, um exemplo de dedicação e coragem. Anita tinha um espírito livre, uma amazonas guerreira que durante a Revolução Farropilha (1835-1845) lançou-se aos campos de batalhas passando por muitas dificuldades.

Anayde Beiriz

Nasceu na Paraíba, João Pessoa, em 1905. Professora e poetisa brasileira que escandalizou a sociedade da Paraíba com seus versos sensuais. Chocou a sociedade conservadora por suas roupas ousadas, seus relacionamentos amorosos e também por participar de movimentos intelectuais e defender a participação das mulheres na política. Aos 25 anos de idade suicidou-se ingerindo arsênico, 16 dias depois que seu amante João Dantas, que matou o presidente da Paraíba, suicidou-se na prisão.

Olga Benário

Nasceu em 1908, Munique. Militante Comunista desde os 15 anos de idade, de origem judaica. Companheira de Luíz Carlos Prestes, foi entregue pela ditadura de Getúlio Vargas ao regime nazista. Presa em um campo de concentração nazista (Bernburg), morreu numa câmara de gás.

Carmem Miranda

Maria do Carmo Miranda da Cunha, nasceu em Portugal - Marco de Canavese (provincia de Beira-Alta), 9 de fevereiro de 1909. Logo após seu nascimento seus pais vieram morar no Brasil. Ficou famosa internacionalmente como cantora da música brasileira e foi considerada a precursora do movimento cultural chamado Tropicalismo.
Leia mais em, Carmem miranda, O Mito e a Lenda da MPB

Frida Kahlo

Frida Kahlo - Pintora Mexicana, nasceu em 1907. Após sofrer um grave acidente tranformou sua dor em arte, seus quadros são retratos de seus sofrimentos e angústias.

Zélia Gattai

Nasceu em 1916, em Salvador (Bahia). Foi fotógrafa e memorialista, escritora, autora do livro 'Anarquistas Graças a Deus', casada com o escritor Jorge Amado. Militante política, trabalhou pela anistia de presos políticos.

Luz del Fuego

Nasceu em 1917 em Cachoeiro de Itapemirim. Seu nome verdadeiro era Dora Vivácqua, nos teatros de revista do Rio de Janeiro nos anos 50 tornou-se Luz del Fuego, uma vedete considerada por muitos como exibicionista e escandalosa. Foi pioneira da ecologia e adepta do feminismo e do nudismo. Ao aparecer nua enrolada em uma cobra e dançando foi processada por atentado ao pudor. Foi assassinada no ano de 1967 em sua ilha particular (ilha do sol) a machadada.

Simone de Beauvoir

Escritora, filósofa existencialista e uma das inspiradora do movimento feminista, nasceu em Paris no ano de 1908. Foi casada com o filósofo francês Jean Paul Sartre com quem manteve um casamento aberto por mais de 50 anos. Escreveu romances existencialista onde abordava temas como, liberdade e responsabilidades individuais. Escreveu ensaios críticos analisando o papel da mulher na sociedade e a velhice.

Pagu

Pagu, apelido dado por Raul Bopp, seu nome era Patrícia Rehdler Galvão. Nasceu em 1910, São Paulo. Esposa de Oswald de Andrade, Pagu foi escritora, jornalista e militante comunista, a musa do modernismo brasileiro, editou o jornal Homem do Povo. Foi presa e torturada muitas vezes. Abandonou o comunismo e filiou-se ao socialismo de linha trotskista. Mas tarde se dedicou ao teatro, a animação e incentivo cultural.

Anita Malfatti

Pintora, desenhista e gravadora e professora. Nasceu em São Paulo no ano de 1889. Abalou o cenário artístico do Brasil ao introduzir as tendências europeias e apresentar telas impressionistas e cubista, sendo assim pioneira do movimento modernista brasileiro. Monteiro Lobato foi um crítico fervoroso dessas tendências, pois julgava que a arte brasileira tinha que ter raízes nacionais.

Agatha Christie

A "Rainha do Crime" , "Duquesa da Morte", nasceu em 1890, Inglaterra. Foi romancista policial, mundialmente conhecida, seus livros venderam mais do que qualquer outra obra publicada no mundo, perdendo apenas para a bíblia. Foi autora de 80 romances policiais, 19 peças teatrais e seis romances escritos com o nome de Mary Westmacott. O grande lance dos livros de Agatha Christie é o final surpreendente e inesperado, difícilmente se descobre o autor dos crimes sem chegar ao final do livro.

Raquel de Queiroz

Nasceu em Fotaleza, 1910. Foi tradutora, escritora, jornalista e dramaturga. Primeira mulher a ocupar uma cadeira, (nº 5), na Academia Brasileira de Letras e também a primeira mulher a conquistar o Prêmio Camões, comparado ao Prêmio Nobel da Língua Portuguesa.

Marguerite Yourcenar

Escritora belga de língua francesa, nasceu em 1903. Foi a primeira mulher eleita à Academia Francesa de Letras

Edith Piaf

Cantora francesa, nasceu em 1915. Conhecida internacionalmente como a cantora do século, por sua voz esplendorosa e sua interpretação no palco. Gravou canções memoráveis como, "La vie en rose", "Non, je ne regrette rien", "Hymne à I'amour", entre outras.

Bibi Ferreira

Uma das maiores personalidades do Teatro Nacional. Filha do ator Procópio Ferreira. Nasceu em 1922. Representou dramas ou comédias, cantou, dançou, dirigiu e produziu inúmeros espetáculos no teatro, no rádio, na TV e no cinema. Participou de Gota d'Água, de Chico Buarque e Paulo Pontes; em 1976, dirigiu Walmor Chagas, Marília Pêra, Marco Nanini e 50 artistas em Deus Lhe Pague, de Joracy Camargo.

Golda Meir

Nasceu em Jerusalém, 1898. Fundadora do Estado de Israel, chegou a palestina em 1921 onde lutou em favor da comunidade judaica e para organizações femininas. Em 1969 foi primeira ministra de Israel.

Cora Coralina

Poetisa e contista brasileira, mulher simples e frágil do interior da cidade de Goiás, que usou poderosas palavras para atingir a mais alta riqueza de espírito.

Evita Perón

Eva, Evita como era chamada, teve uma origem humilde e saiu do interior da Argentina para a capital em busca do seu sonho de ser atriz. Deixou a vida artística depois que casou com Perón.
Ganhou projeção numa manobra populista, onde falava diretamente com o povo mais humilde, a classe obreira, crianças e idosos. Evita conquistou o povo e arrastava multidões de adoradores. Instituiu o voto feminino na Argentina e trabalhou pelos pobres, fundou muitas instituições e escolas.
Ela podia não ter feito nada disso, podia te ficado em sua casa , acomodada e tranquila, mas ela decidiu fazer algo pelo povo, deixar sua marca. Conquistou a população humilde.
Com menos de 40 quilos, doente, ela saiu no balcão da Casa Rosada e saudou o povo, a multidão que festejava a reeleição de Perón. Evita transformou- se num mito, odiada e amada, mas nunca indiferente. Eva virou filme, musical e existe uma vasta bibliografia sobre ela. Ela ganhou sim a imortalidade que só a fama pode proporcionar. É a única coisa que consegue vencer a morte. Nem precisavam ter mumificado o corpo. A alma de Eva Perón ficou marcada na história. Prá nós

Elis Regina

A cantora brasileira, Elis Regina Carvalho Costa, nasceu em Porto Alegre no ano de 1945.
Carinhosamente chamada de "Pimentinha" é considerada por muitos uma das maiores cantores da música popular brasileira. Interpretou grandes clássicos da MPB como, O Bêbado e o Equilibrista, Fascinação, Aquarela do Brasil, Águas de março, Canção da américa, entre tantas outras. Morreu aos 36 anos, por overdose de cocaína, em 1982.

Margareth Thatcher

Baronesa Thatcher, "A Dama de Ferro", chamada por Ronald Reagan, por "O Homem forte do Reino Unido". Política Britânica, foi a primeira-ministra de 1979 a 1990.
Lei mais em Wikipédia Margareth Thatcher.

Cecilia Meireles

Cecilia Benevides de Carvalho Meireles nasceu no Rio de Janeiro, 1901. Poetisa, professora e jornalista brasileira, foi uma das mais importantes representantes da literatura modernista.

Rosa Luxemburg

Rosa Luxemburg nasceu em Berlim, 1919. Foi filósofa marxista e líder do Partido Social-Democrata alemão. Aos 15 anos de idade abraçou a militância lutando a favor da liberdade política e de expressão. Leia, Rosa Luxemburgo, a flor mais vermelha do socialismo.

Leila Diniz

Atriz brasileira, que quebrou tabus de uma época em que a repressão dominava o Brasil, escandalizou ao exibir a sua gravidez de biquini na praia e chocou o país com a declaração: "Transo de manhã, de tarde e de noite". Era mal vista pela direita opressora, difamada pela esquerda ultra radical e tida como vulgar pelas mulheres da época.

Madonna

Madonna, nasceu em Michigan no dia 16 de Agosto de 1958, seu nome completo é Madonna Louse Veronica Ciccone.
Madonna é a cantora mais premiada no mundo da música e a que mais vendeu discos e singles. Segundo o Guinness Book e a revista Forbes, Madonna é a artista feminina mais bem sucedida de todos os tempos, mais rica do mundo. Sempre viveu intensamente sem se preocupar com a opinião alheia e fez o que lhe deu na cabeça, por esse motivo foi e é alvo de duras críticas.
Madonna completou cinquenta anos, considerada a 'Rainha do Pop', em plena forma física esbanja talento, charme, disposição e irreverência.
Leia mais em, Madonna - Biografia de Polêmicas: Religiosas, Políticas e Sexuais

Chiquinha Gonzaga

Compositora e pianista brasileira, foi a primeira pianista de choro, autora da primeira marcha carnavalesca e também a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil.

Madre Tereza de Calcutar

Missionária católica que lutou pelos desprotegidos na Índia, sua vida foi um apelo aos mais pobres. Seu nome verdadeiro, Agnes Gonxha Bojaxhiu, nasceu em 1910 na República da Macedônia e naturalizou-se indiana.

Parabéns e Felicidades à todas as Mães: donas de casa, políticas, economistas, idealistas, médicas ... e todas aquelas que sabem a dor e alegria de ser sempre mulher.

Para os assinantes de feed, clique YouTube


10 comentários:

Alterado disse...

Gostei muito deste post Bth ,realmente são grandes ícones que de alguma forma ajudaram na luta pela igualdade entre os sexos (não parece um absurdo isto existir , afinal todos somos humanos !)
Mas se permite ,na minha concepção de cidadão e de ser humano , nesta lista e celebridades eu ainda coloco a minha mãe como guerreira que ela é !

abraços

Beth Cruz disse...

Com certeza Ricardo!

Por isso o post é em homenagem a todas as mães, mulheres guerreiras que lutam todos os dias contra muitos obstáculos para criar seus filhos. Mãe é um ser sublime que carrega todas as alegrias e dores.
Grande abraço

Anônimo disse...

Olá, Beth. Um blog só sobre a obra de Agatha Christie, uma das citadas na lista:

http://acasatorta.wordpress.com

Vou citar lá na terça seu post citando Agatha, ok ?

Um abraço,
Tommy
http://somenteboasnoticias.wordpress.com
http://telemagia.wordpress.com
http://cinemagia.wordpress.com

Lugirão disse...

Beth, ao ver o painel , apesar de tantas ,a primeira que vi foi a Clarice, todas mulheres maravilhosas, lembro que quando comecei a me tornar uma leitora voraz, devorei todos os livros da Agatha Christie ou quase todos, Bibi Ferreira , maravilhosa na sua interpretação de Piaf ... cada fantástica ao seu modo e simplesmente mulheres.

Excelente seu post. Beijos

Adelson (Gerenciando Blog) disse...

Olá, Beth!

Vim agradecer sua visita ao Gerenciando Blog.

Parabéns por este post! É uma ótima forma de homenagear não só as mães, mas todas as mulheres.

Entre todas, meu destaque vai para Agatha Christie. Suas histórias sobre o detetive Poirot marcaram minha adolescência!

Um abraço e parabéns pelo texto.

Domenico Condito disse...

Olá!

É com todo o gosto que informamo-la que tem um prémio no nosso blog calabro-lusofono “Utopie calabresi”: http://utopiecalabresi.blogspot.com/2009/05/utopie-calabresi-ha-ricevuto-il-premio.html

Parabens!!

Com amizade

Berenice disse...

Oi Beth, tantas mulheres que deram sua contribuição ao mundo! Uma lista apenas é pouco, mas você conseguiu representantes importantes de vários aspectos da vida. Podemos facilmente estar também nesse roll, eu, você e todas as mulheres que passam por aqui, estamos fazendo história! Beijos!

Kandinskymusik disse...

Por trás de grandes mulheres existe pequenos homens!

M.Arlé disse...

MULHER,alma, sentimento, concepção de vida, força, intuição, paciência, as mulheres são à força de nossos pensamentos... vida.... luta... e sobretudo realizações! sem elas não seríamos ninguém.

Anônimo disse...

Fantástico! Mulheres que sem dúvida fizeram a diferença no mundo, ou melhor...fizeram um mundo diferente.
Citaria também Zilda Arns que dedicou sua vida aos cuidados aos pequenos vítimas da miséria e salvou muitos da desnutrição e morte