quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Hedonismo - Prazer e Vontade

O Hedonismo surgiu na Grécia Antiga e foi uma doutrina filosófica fundada por Aristipo de Cirene, um filósofo grego que acreditava que o prazer é o bem supremo da vida humana.

Para o filósofo Aristipo, a alma humana possui dois estados: o prazer e a dor, sendo o prazer (independente de sua origem) a única via de acesso para a felicidade e, por consequência, a subtração da dor.

Com o passar do tempo, a corrente filósofica do Hedonismo clássico, fundada por Aristipo, foi modificada pela avaliação moral feita pelo filósofo grego chamado Epicuro, que afirmou que o prazer, para ser um bem, precisava de moderação e que os homens deveriam procurar os prazeres da mente, pois os prazeres do corpo causam, quase sempre, dores.

Da antiguidade grega aos dias atuais, muitas teses a respeito da filosofia hedonista foram formuladas e, a avaliação moral, psicológica e ética, são os pontos questionáveis.

O contrário de Hedonismo é anedonia, perda da capacidade de sentir prazer, próprio dos estados gravemente depressivos.

O sonho da Razão, obra de Goya

404px-Le_songe_de_la_raison goya

Os avanços tecnológicos e o capitalismo desenfreado, sacrificaram as relações pessoais devido ao excesso de atividades profissionais; a busca pelo “sucesso” desenvolveu nos seres humanos um estresse psicológico, comportamental e orgânico. Como se a busca pelo prazer imediato e casual, egocêntrico, roubassem das pessoas o verdadeiro caminho para a felicidade.

No confronto dos vários pontos de vista sobre a doutrina Hedonista, existe um fio condutor capaz de resgatar a vida tranquila e justa. Como um renascimento espiritual que poderá salvar a sociedade, o meio ambiente, o planeta.

Para isso será preciso criar uma nova ordem social, onde o indivíduo seja orientado éticamente pela filosofia da razão: raciocinar, aprender, compreender, ponderar e julgar.

Tudo que der prazer é moral, mas tudo que faz sofrer é imoral!

Não existe prazer sem felicidade.

 

Outros olhares:

Clube de hedonismo – Roteiros

Hedonismo Auto-Sustentável

Hedonismo

3 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Oi Beth. Tenho recebido seus textos sempre no reader e pelo mail. Gosto muito. Aprendo tanta coisa boa aqui.
Passei aqui pra te agradecer por tanta boa informação que vc divulga, esse mar de boa cultura.

bjs. muito obrigado e bom dia

José María Souza Costa disse...

Muito bom e interessante o seu blog.Estou lhe convidando a visitar o meu blog, e se possivel seguirmos juntos por eles.Estarei grato esperando por vc, lá
abraços de verdade

Beth Cruz disse...

Obrigada, Mauj!
A recíproca é verdadeira.
Beijo